O que é Ciência de Dados e como pode ser aplicada aos negócios

Gestores de empresas estão sempre em busca de melhorar os resultados das companhias, muitas vezes procurando formas de aumentar a receita, diminuir custos ou até mesmo o buscam o fortalecimento da marca. Para alcançar estes objetivos, alguns deles já se deram conta que tomar decisões baseada em dados geram melhores resultados do que acreditar somente em suas intuições.

Para estas empresas consigam de fato utilizar os dados para tomar decisões e depois gerar ações, algumas ações devem ser realizadas, visto que não pode não ser tão fácil obter informação útil dos dados que se tem a disposição. Para possibilitar esta tarefa, surgiu a Ciência de Dados, trazendo uma série de técnicas e processos padronizados, combinando tecnologia e conhecimento de diversas áreas, como matemática e estatística, para que fosse possível extrair informação dos dados.

Breve introdução à Ciência de Dados

O surgimento de uma Ciência que trata especificamente de Dados é justificado pela dificuldade em se obter informação de dados. O dado, pode ser entendido como uma matéria-prima bruto, como se fosse o petróleo. Para que este dado revele algo útil, ou seja, informações, uma série de atividades devem ser realizadas, como: coleta, armazenamento, limpeza, processamento, para só então realizar-se a análise deles em busca de “Insights” que possam fazer os gestores tomarem alguma decisão

Vale ressaltar que o dado no estado bruto pode estar em diversos formatos, como em arquivos de texto estruturados como arquivos .csv ou não, como em registros de call center e publicações em redes sociais. Além disso pode ser originado de tabelas de banco de dados de sistemas destas empresas, mas também podem vir em formato de áudio ou imagem. Para cada um deste cenário existem técnicas e processos capazes de preparar o dado para que seja possível sua utilização pelos especialistas. Soma-se a isso o fato que estes dados podem ser gerados em grande quantidade e em grande velocidade, como por exemplo, por sensores instalados em equipamentos que capturam informações do estado destes equipamentos e enviam às fabricantes.

Dado a este cenário um pouco complexo, fica difícil criar uma definição sobre o que é Ciência de Dados, mas ela pode ser entendida como uma ciência que envolve diversas disciplinas como computação, estatística, matemática, conhecimento de negócio, com o intuito de reunir técnicas e processos capazes de extrair informação de dados brutos.

Agora que se tem um breve conhecimento sobre o que é Ciência de Dados e que empresas podem utilizá-la para obter vantagens, a pergunta que fica é: Como é possível aplicá-la nos negócios para geração de Insights? Para tentar responder a esta pergunta, separamos abaixo alguns cenários de exemplos onde ela pode ser aplicada.

Combate à fraudes

A fraude em diversos segmentos de negócios é um mal que gera muito prejuízo às empresas. Por isso combatê-la pode significar uma melhora significativa nos resultados delas. E a Ciência de Dados pode ajudar neste combate.

Vejamos por exemplo a ação que é realizada pelo Governo Federal Brasileiro. Utilizando-se de Big Data Analytics, que é a Ciência de Dados sobre grande volume de dados, o governo consegue cruzar dados de declaração de impostos de contribuintes com o que estes contribuintes postam em redes sociais. Caso alguma publicação desta venha revelar que este contribuinte possui um padrão de vida não condizente com o que ele declara, isto pode ser um sinal de fraude e o governo pode tomar ações contra este contribuinte.

Da mesma forma empresas podem tomar ações parecidas para identificar fraudes praticadas por seus clientes. Por exemplo, um cliente de uma seguradora pode ter registrado um número elevado de sinistros nos últimos anos. Em uma análise do perfil de uma rede social deste cliente, poderia se descobrir que ele tenha algum vínculo com o proprietário de uma empresa prestadora de serviço credenciada por esta seguradora. Isto pode ser um indicativo de fraude, já que os sinistros poderia ser forjados apenas gerar lucros a esta prestadora.

Pesquisa e desenvolvimento de produtos

Ainda considerando a análise realizada em redes sociais, esta poderia ser utilizada para melhorar a qualidade de um produto.

Veja como exemplo a cerveja IA, a cervejaria Intelligentx a produziu utilizando dados coletados a partir de conversas realizadas por robôs com pessoas nas redes sociais. Além disso utiliza os comentários postados sobre a cerveja, para melhorá-la constantemente. Estes comentários mostram o que seus clientes estão ou não gostando na cerveja.

Há outro caso onde uma cerveja foi produzida utilizando Ciência de Dados e Inteligência Artificial. A agência de marketing Havas Helia criou a cerveja 0101 a partir da análise de diversas composições de outras cervejas. Isso possibilitou que fosse extraído a composição “perfeita”, segundo a IA, de uma nova cerveja.

Considerando este exemplo, é fácil imaginar que empresas como produtoras de cosméticos possam utilizar a mesma técnica para aprimorar seus produtos.

Relacionamento com o cliente

Há um tempo atrás, uma campanha de marketing realizada pela empresa KLM airlines, surpreendeu seus passageiros presenteando-os com kits personalizados. O detalhe que estes kits foram montados para os passageiros que “tweetaram” sobre a companhia. Uma equipe analisava o tweet e o perfil do cliente, buscando quais eram seus interesses. Com base nesta informação, montavam um kit com exatamente aquilo que o cliente desejava.

Da mesma forma, companhias de viação e aviação, agências de turismo e afins poderiam traçar o perfil de seus clientes e poderiam não só apenas presenteá-los como a KLM fez, mas realizar atitudes simples e que agregam valor a marca. Um exemplo disso seria se uma empresa de ônibus trocasse a passagem de algum passageiro de idade, que esteja viajando na classe executiva, para uma poltrona do tipo leito cama que esteja vazia naquele mesmo ônibus. Perceba que a atitude é simples, colocar alguém em uma poltrona que viajaria vazia, mas isso gera uma percepção de valor e carisma pela marca. Imagina quão bem esta pessoa falaria da empresa para seus parentes e amigos!

Eventos e shows

Há anos a maior organização de eventos MMA, o UFC, utiliza a Ciência de Dados para melhorá-la como negócio rentável. Utilizando estas técnicas ela é capaz de fazer um melhor casamento de lutas. Ela utiliza dados obtidos de cada lutador para definir qual seria o melhor combate, levando-se em conta nível técnico dos lutadores e, por que não, a rentabilidade, em outras palavras, qual luta poderia atrair o maior número de espectadores.

Analisando este exemplo, empresas que promovem shows e eventos poderiam utilizar dados para decidirem, qual artista internacional deveriam contratar para realizar uma turnê no Brasil.

Analisar movimentos da concorrência

Um exemplo de utilização de Big Data para benefício da empresa, seria analisar o que as pessoas andam comentando sobre os produtos da concorrência. Imagine se uma empresa queira lançar um produto para concorrer com outro no mercado, analisar o que as pessoas não gostam do atual produto pode gerar percepções do que pode ser melhorado no produto que será lançado. E ainda por cima utilizar isso na campanha de marketing, enfatizando a qualidade que seu produto tem e o do concorrente não tem.

Enfim, estes foram apenas alguns exemplos de como a Ciência de Dados pode auxiliar as empresa, além destes existem inúmeras possibilidades de aplicações nos negócios. É importante que o profissional de Dados da empresa possua criatividade e conhecimentos necessário para obter o melhor dos dados disponíveis.

E você, conhece algum exemplo onde Ciência de dados foi aplicado com sucesso? Compartilha conosco pelos comentários. Será um prazer!

Referências

https://canaltech.com.br/big-data/big-data-o-governo-esta-de-olho-em-voce-67899/
https://get.intelligentx.ai/
https://www.digitaltrends.com/social-media/0101-beer-havas-helia/
http://www.bigdatabusiness.com.br/fight-como-o-ufc-utiliza-big-data-para-expandir-seus-negocios/
https://www.youtube.com/watch?v=pqHWAE8GDEk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *